Direito do Consumidor

Fraudes contra o Consumidor

A internet trouxe uma realidade conflitante para muitos consumidores. Por um lado, traz uma praticidade como nunca antes. Remédios, comida, roupas. Hoje tudo pode ser comprado sem sair de casa. Por outro lado, todavia, também trouxe perigos. E por isso alertamos você sobre os golpes contra o consumidor.

As causas mais comuns de golpe contra o consumidor são:

  • Golpe do WhatsApp;

  • Clonagem de número de telefone;

  • Clonagem do cartão de crédito;

  • Uso indevido ou falsificação de documentos;

  • Fraude em financiamento;

  • Compras online em sites falsos;

  • Venda de dados pessoais.

 

Pesquisas apontam que, em 2020, o número de e-mails e mensagens falsas aumentaram. E isto representa para você a necessidade de aumentar também a sua proteção, o que nem sempre é fácil.

A verdade é que, hoje, não podemos ter certeza de nada. Mas saiba que seus direitos estarão sempre protegidos.

Muitos consumidores talvez não saibam. Contudo, vários golpes praticados contra eles podem gerar direito a indenização não só material. Afinal, não é apenas uma situação de perda de dinheiro em muitos casos.

Em várias situações, também há um dano à imagem do consumidor, como em caso de golpe do WhatsApp. E mais do que isso: há um trabalho excessivo para que a situação se resolva.

E quer saber mais?

Nem sempre apenas o criminoso será responsável por esses danos. Existe a possibilidade de pedir indenização também àqueles que permitiram os danos, como empresas de telefonia ou instituições financeiras.

IMG_20210514_111941_314.jpg

DICAS DE OURO

1. Cuidado com as suas senhas

Não compartilhe sua senha com amigos e parentes ou encaminhe senhas por aplicativos de mensagens, e-mails ou SMS. 

2. Cuidados com seu cartão de crédito

Nunca entregue seu cartão a ninguém. Os bancos não pedem os cartões de volta, mesmo se houver a possibilidade de fraude ou defeito.

3. Confira seu cartão após uma compra

Ao terminar de realizar uma compra na maquininha, verifique o nome no cartão para ter certeza de que realmente é o seu.

4. Ative duplo fator de autenticação

 

Sempre ative a função de segurança “duplo fator de
autenticação” em suas contas na internet que
oferecem essa opção: e-mail, redes sociais e etc.

5. Atenção com ligações

 

Se receber contato em nome do banco solicitando
para ligar para sua Central de Atendimento, ligue a
partir de outro aparelho, assim evita que o golpista “prenda” a sua linha telefônica e nunca informe suas senhas.

6. Nunca clique em links desconhecidos

 

Sempre confira a origem das mensagens ao receber promoções e e-mails que se dizem do banco. Nunca clique em links de promoções muito vantajosas ou que peçam sincronização, atualização, manutenção de token, app ou cadastro. O banco nunca envia e-mails informando que sua conta foi invadida e pede para enviar os seus dados.

7. Cuidado em compras online

 

Dê preferência a sites conhecidos e confira sempre se o endereço do site é o verdadeiro. Para garantir, não clique em links, digite o endereço no navegador. Sempre use o cartão virtual para realizar compras na internet.

8. Cuidado nas operações bancárias

 

Sempre confira o nome do recebedor ao pagar um
boleto, realizar transferências ou PIX.

9. Não fotografe ou filme a tela do caixa eletrônico ao usá-lo

 

Nunca envie fotos, vídeos ou capturas de tela pelo celular. Se precisar de auxílio no caixa eletrônico, peça ajuda a um funcionário do banco devidamente identificado.

10. Cuidado com o que compartilha nas redes sociais

 

Um simples post pode dar muitas informações sobre você para golpistas. O que você compartilha pode ajudar bandidos a conhecer seu perfil e comportamento. 

Fonte: antifraudes.febraban.org.br

Pedidos Online
 
 

Entre em contato

Dúvidas? Busca orientações?
Para agendar uma consulta sobre o seu caso, entre em contato hoje mesmo!


ATUAÇÃO EM TODO BRASIL.

WhatsApp 21 98196-4667

  • Instagram

Obrigado pelo envio!